Pressionamos e fomos ouvidas: todos os planos de saúde notificados pelo PROCON-SP finalmente se posicionaram pelos direitos das mulheres ao próprio corpo!











Fomos milhares em um só coro: Se o corpo é nosso, por que é que são os homens que dão a palavra final sobre o nosso método contraceptivo?

Ao longo de quase 2 meses, pressionamos 10 planos de saúde notificados pelo PROCON-SP para virem a público explicar se exigem que mulheres apresentem autorização do marido para a inserção do Dispositivo Intrauterino (DIU). Lotamos as caixas de entrada das empresas com mais de 6 mil e-mails, inundamos suas contas oficiais no Instagram e no YouTube, além de termos entrado em contato direto com suas assessorias de imprensa, cobrando respostas públicas. Finalmente fomos ouvidas e todas as empresas se manifestaram contra essa exigência ilegal e absurda!

O DIU é um método anticoncepcional reversível, de longa duração, de alta eficácia e seguro, que é inserido no útero da mulher para evitar gravidez. Por isso, cabe a ela decidir se, quando e como colocá-lo! Sabemos que as respostas públicas não evitam casos futuros, mas podem trazer o tema para um debate amplo - e envolver as empresas, cobrando que revejam práticas machistas e sigam a lei. Isso é fundamental para enfraquecer a sociedade patriarcal em que vivemos!

Por aqui, seguiremos atentas a novas oportunidades de ação pelos direitos das mulheres! Para ficar por dentro de tudo em primeira mão, chama a gente em nosso WhatsApp clicando aqui.



Inundamos as contas oficiais dos planos de saúde com a #MeuCorpoMeuDIU, cobrando uma resposta pública contra a autorização do marido para a inserção do Dispositivo Intrauterino (DIU)!





























































Recebemos respostas de todos os planos de saúde declarando que não exigem declaração do marido para a inserção do DIU.




















NOSSASCriado por NOSSAS usando o BONDE